domingo, 17 de julho de 2011

Burro Morto - Baptista Virou Máquina (2011)

Outro dia entre numa das últimas boas lojas de disco que sobraram na cidade do Rio de Janeiro procurando por este Baptista que virou máquina. Falei com o balconista gente fina que nunca tinha ouvido falar na banda, mas me indicou outros álbuns interessantes. Também falei com o dono da loja. Eu disse o nome da banda e ele entendeu 'Do Amor', e quando finalmente entendeu o nome da banda disse que nem saberia quem fornecesse o disco. Saí de lá com uns disquinhos a mais na bagagem e uma sensação estranha.

A dificuldade de distribuição dos álbuns de bandas é alarmante. Mesmo os artistas que recebem incentivos do governo federal têm tiragem limitada e não conseguem distribuir a um número de cidades razoável. Este disco foi lançado há seis meses e já se encontra esgotado em lojas de departamento como Fnac e Livraria Cultura. Por isso, imagino, que os integrantes da banda não se preocupam com a farta propagação do álbum pela rede, inclusive antes do lançamento oficial.

Este é o segundo disco deste quinteto instrumental paraibano que se apresentou no Rio durante a Mostra Instrumental Contemporânea no mês passado. Mesmo sem letras, o disco conta a história de Baptista, um sujeito que vive num lugar onde todos só trabalham graças a "avanços médicos". Um belo dia, Baptista sofre um acidente e desmaia. É quando sonha com todos os sentimentos, prazeres e alegrias do ser humano, que naquele momento estão privados a ele. A versão física do álbum conta com um DVD com este curta, uma interessante, porém manjada, crítica ao capitalismo.

A sonoridade da banda viaja entre o afrobeat e o rock psicodélico e vai se tornando mais melódico a partir da tomada de consciência (ou da saída da condição de alienado) do personagem principal. A banda conta também com a guitarra de Fernando Catatau na faixa Cataclisma.

Formação:
Haley
Daniel Ennes
Leonardo Marinho
Natcho Gonsalves
Ruy José

Faixas:
01. O céu acima do porto
02. Transistor Riddim
03. Tocandira
04. Baptista, o maquinista
05. Volks Velho
06. Foda do futuro
07. KalaKuta
08. Cataclisma
09. Volte Amor
10. Luz Vermelha








Nenhum comentário: