sábado, 12 de março de 2011

Marcelo Jeneci - Feito Para Acabar (2010)

Hoje tem apresentação do Marcelo Jeneci na cidade do Rio de Janeiro e quem ainda não assistiu é bom não perder porque ele é um cara feito para acabar. A piada é ruim mesmo porque não é uma piada. A apresentação de janeiro foi no bairro do Leblon, teatro Oi Casa Grande, e contou com uma orquestra de câmara regida pelo músico Arthur Verocai. No Oi Futuro de Ipanema, hoje, o Jeneci, que teve seu álbum bancado, em parte (quanto será?), com dinheiro público graças à lei de incentivo à cultura aplicada pelo Ministério da Cultura, vai engatar seu segundo show na cidade e na zona sul. Também patrocina o disco a Natura, empresa de produtos de cosméticos, ou algo do tipo, e a Oi tem algum tipo de acordo com o músico.
Nessa altura dos acontecimentos você se pergunta efusivamente: "O que isso tem a ver com música?!". Eu digo: - Pácas, Anônimo (o sujeito que mais frequenta esse blogue)! A relação de quem faz música, não necessariamente um artista, com quem banca financeiramente tudo que envolve a produção de um álbum, não necessariamente, quase nunca, um mecenas, é importante para entender quem é o músico e o que é o som dele. As gravadoras e os selos independentes, que ainda sobrevivem com alguma força na Europa e EUA principalmente, são importantes não apenas para financiar e lucrar sobre algum trabalho artístico. Há nessa situação um compromisso artístico, de promoção da música e de quem a faz. A necessidade do lucro rápido fez essa relação ficar cada vez mais rara, mas ela ainda existe, mesmo com artistas das novas gerações.
Quando o governo e empresas particulares resolvem financiar diretamente a produção cultural do país abrem uma situação perigosa. Todos querem parecer 'bonszinhos' e aparecer como motivadores da cultura brasileira. Essa relação se espalhou por toda produção cultural brasileira. Na música, o que se ouve e o que se vê dos artistas financiados por parcerias entre estado e iniciativa privada são composições com letras vazias, pouca inventividade artística e criatividade musical, além de apresentações tímidas, de quem pouco tem jeito para a coisa. Uma parceria dessas financiaria o disco da Legião Urbana em início de carreira? Colocaria dinheiro numa banda que carrega um discurso social forte como os Sex Pistols? Isso fede à cultura estatal ou arte oficial.
Preciso deixar uma resalva aqui. A banda Cidadão Instigado, principalmente pela figura do guitarrista Fernando Catatau, é a exceção que honra a turma pelo menos no que se refere à criatividade artística e musical. Do resto - Otto, Tulipa, Bárbara Eugênia, Siba e a Fuloresta, Céu, Jeneci, Do Amor, Lucas Santtana, Mombojó, Móveis Coloniais de Acaju, Orquestra Contemporânea de Olinda, Superguidis e Violins - espero que cumpram o profético título deste álbum e mostrem que foram feitos para acabar, nati-mortos.
No Brasil-Anos 2000, a música popular feita pela nova geração, que está na faixa-etária de 30 à 35 anos, é dividida em duas: Entretenimento para as massas, bancado principalmente pelas filiais das grandes gravadoras, e entretenimento para a parte da classe-média e a parte dos ricos ricos que não querem se misturar mas também não são exigentes no que consomem. Pouquíssimos artístas por aqui exercem com plenitude o papel de críticos imanentes da sociedade, desta vez colocando todos os artistas, músicos ou não, que estão na ativa, no mesmo barco.
Tudo bem, Anônimo. Não se irrite! Vou falar do disco. Ou será que já falei? Ou será que já falei de toda uma geração de músicos que sob o epitáfio de "A Nova MPB" estará sepultada dentro em breve? Se não, o disco é bem executado e produzido. Os músicos, assim como o produtor, são competentes. Não há canções inspiradas, longe disso. O álbum se arrasta durante seus 62 minutos, a melhor parte é quando finalmente acaba.
Como eu não tenho nenhuma pressa, vou esperar o Marcelo Jeneci vir tocar no Méier, quando a reforma do Imperator estiver concluída. Mas espera aí! Será que o Marcelo Jeneci toca no Méier?


Faixas:
1. Felicidade
2. Jardim Do Eden
3. Copo D'agua
4. Cafe Com Leite De Rosas
5. Quarto De Dormir
6. Pra Sonhar
7. Por Que Nos?
8. Dear-Te-Ei
9. Longe
10. Tempestade Emocional
11. Show De Estrelas
12. Pense Duas Vezes Antes De Esquecer
13. Feito Pra Acabar

Marcelo Jeneci - Feito Para Acabar





Todos os vídeos acima postados pela Natura, no Youtube. Como precisa de gente para elogiar, esse rapaz!




Para quem quer saber mais sobre a lei de incentivo à cultura, clique aqui.

Nenhum comentário: