quarta-feira, 21 de julho de 2010

Reginaldo Rossi - Reginaldo Rossi (1971)

Um dos artistas mais estereopotizados do Brasil, Reginaldo Rossi, O Rei, chegou em 1971 a seu quinto álbum, segundo pela CBS. Hoje, com quase cinquenta anos de carreira, Rossi é dono de uma discografia numerosa e de muito sucesso de vendas. É um dos artistas que melhor mostra o nordeste brasileiro em uma de suas muitas facetas.
Até o início do anos 70, Reginaldo Rossi era adepto da Jovem Guarda e já tinha marcado seu nome durante os anos 60 como o expoente nordestino do gênero. Nesse Lp, Reginaldo traz como principal composição a clássica e chacoalhadora 'Tô doidão'. O grande problema de postar um disco desses, ou seja, brasileiro e de pouco é que o texto fatalmente será curto e pobre de detalhes. O disco não tem informações interessantes no encarte, principalmente que toca o órgão nas faixas. O instrumento marca de forma significativa a maioria das melodias e é muito bem executado. Outra faixa de destaque é 'Gênio Cabeludo', referencia a Bethoveen. Reginaldo é muita cultura!

Faixas:
01. Tô Doidão
02. Uma Alegre Canção
03. Ainda Amo Você
04. Um Bem Maior
05. O Gênio Cabeludo
06. O Paquerador
07. Estou Chegando Pra Ficar
08. Aquela Triste Canção
09. Toda A Minha Vida
10. Hoje A Noite Vou Sair
11. É Mentira
12. Ainda Amo Você
Reginaldo Rossi - Reginaldo Rossi

Um comentário:

Julio Salles disse...

É o tipo de álbum que não pode faltar na coleção de nenhum estudante que faça Comunicação Social na UFRRJ.

"Bicho, eu tô doidão!"

Hhauahuaaauhauh!

Parabéns pelo blog, abraços!