sábado, 24 de outubro de 2009

Rogério Skylab - Skylab II (2001)

O Túlio Brasil, do La Cumbuca, tava me devendo um texto sobre um disco de sua predileção há tempos. Finalmente, este blog tem o privilégio de receber o mais eclético e patriota cidadão de Vaz Lobo!!

2001. Ano que inspirou Kubrick, primeiras músicas do Franz Ferdinand, meus nove anos e um misto de lembranças confusas. Caindo no meio disso tudo a mais perfeita forma de expressão de um estranhão que já aparecera até então em terras brasileiras.
Skylab 2 é o registro ao vivo de um artista inquieto e incompreendido. Sem censura ele fala de tudo que o atordoa, sem medo de parecer engraçado ou mentiroso ele entrega sua realidade fantasiosa à quem quiser ouvir.
Ainda com poucos discos lançados (apenas 3, hoje ele tem mais de 10) não é qualquer um que consegue chegar num produto final tão bom e tão cedo. É improvável que, mesmo que fique horrizado, você não tenha vontade de cantar o refrão de 'Convento das Carmelitas'.
Por mais que você ache tudo fora de forma, só veja absurdos jogados numa canção, há sempre um momento que a música do Skylab é convinente. Não espero que você compactue com o que é dito em 'Moto Serra', mas num mundo de relações tão desgastantes é bom ouvir um suspiro desses. Se não for por ódio, vale pelas risadas possiveis de tirar dali - mesmo não sendo esse o objetivo do disco!
Felizmente, tantas características estranhas acabaram caindo em boas mãos. A banda que acompanha os devaneios do figura defeca (não achei verbo mais adequado, isso foi um elogio) perfeitamente a melodia e o ritmo necessário para que a obra flua até o cu ou boca, sei lá, é tudo a mesma coisa.
Tanto é, que os cinco paragrafos que antecedem este podem ser completamente descartados. Você só precisa saber disso: Essa porra é foda!


Faixas:
1 - Metrô.
2 - Jesus.
3 - Carne Humana.
4 - Moto-Serra.
5 - Naquela Noite.
6 - Convento das Carmelitas.
7 - Derrame.
8 - Urubu.
9 - Matadouro das Almas.
10 - Sensações.
11 - Música Suave.
12 - Ato Falho.
13 - Carrocinha de Cachorro Quente.
14 - Privada Entupida.
15 - Funérea. 16 - Cú e Boca.
17 - Samba.
18 - Matador de Passarinho.

Banda:
Rogério Skylab - vocal
Wlad - baixo
Alexandre BG - guitarra
Alexandre Guichard - violão
Marcelo B - bateria
Luis Lancaster do Zumbi do Mato na faixa "Samba"

Nenhum comentário: