quinta-feira, 6 de agosto de 2009

The Jimi Hendrix Experience - Electric Ladyland (1968)

Vários discos lançados no ano de 1968 tornaram-se peças fundamentais na estante de qualquer um afcionado por música. Eu poderia escolher qualquer um deles, brasileiro ou não, para esta postagem, já que esta é a centésima postagem do blog. Electric Ladyland é o disco que levou Hendrix a um patamar que poucos na história conseguiram alcançar, lançar um disco conceitual, sem a interferência das gravadoras, expressando toda sua visão como músico, multi-instrumentista e artista.
Hendrix queria que esse álbum saísse perfeito, segundo seu ponto de vista, o que levou ao desgaste na relação com os colegas de banda Mitch Mitchell e Noel Redding, assim como com o produtor Chass Chandler, que resolveu sair da produção do disco, deixando com que o próprio guitarrista produzisse as músicas.
A genialidade presente em Electric Ladyland é notável na quantidade de estilos músicais presentes no disco, como a psicodelia em "Burning Of The Midnight Lamp", o "blues-jam" em "Voodoo Chile", as influências de Nova Orleans em "Como On", uma regravação de Earl King. Além das épicas "All Along The Watchtower", releitura da música de Bob Dylan, considerada o melhor "cover" do rock'n'roll, e "Voodoo Child (Slight Return)".
"Voodoo Chile" foi concebida durante uma jam, na madrugada do dia 2 de Maio de 68, quando Hendrix, depois de um dia de gravações, foi com alguns outros músicos para um bar de blues, em Nova Iorque, onde começaram a improvisar e então, a música começou a tomar forma. Já no raiar do dia, eles voltaram para o estúdio e gravaram a música em 3 levadas, sendo a terceira, a presente no disco. Participaram da gravação Mitch Mitchell, Jack Casady, Steve Winwood e o próprio Hendrix. Depois, foram introduzidos na gravação o som de pessoas falando, parecendo que a música foi realmente gravada num bar.
O disco foi concebido para ser executando por uma banda grande, deixando de lado o conceito de trio, que era a formação do Experience. Então muitos outros músicos participaram de forma decisiva na gravação do disco. Buddy Miles, gravou a bateria nas faixas "Rainy Day, Dream Away" e "Still Raining, Still Dreaming", Jack Casady, baixista do Jefferson Airplane, grvou o baixo em "Voodoo Chile", Steve Winwood, gravou o órgão de "Voodoo Chile", All Kooper gravou piano em "Hot Long Summer Night", Dave Manson grvou violão de 12 cordas em "All Along The Watchtower" e Brian Jones fez a percussão em "All Along The Watchtower".
Lançado primeiro nos EUA, atingiu logo o número 1 das paradas, usando a capa acima, uma fotografia de Karl Ferris, escolhida pela gravadora. Na Inglaterra, o disco atingiu o sexto lugar nas paradas, e usava a capa abaixo. A Track Records, tinha seu próprio departamento de artes e criou a polêmica capa com várias mulheres nuas, foto de David Montgomery, o que deixou Hendrix muito chateado, e logo as edições com esta capa não foram mais feitas, à pedido do guitarrista. No final das contas, a capa que Ele queria foi ignorada. Para Hendrix, a capa deveria ter sido uma foto da banda no Central Park, onde eles apareceriam rodeados por crianças na escultura em homenagem ao livro "Alice no país das maravilhas", tirado por Lind Eastman.




Faixas:
01. ... And The Gods Made Love
02. Have You Ever Been (To Electric Ladyland)
03. Crosstown Traffic
04. Voodoo Chile
05. Little Miss Strange
06. Long Hot Summer Night
07. Come On (Let The Good Times Roll)
08. Gypsy Eyes
09. Burning Of The Midnight Lamp
10. Rainy Day, Dream Away
11. 1983 ... (A Merman I Should Turn To Be)
12. Moon, Turn The Tides ... Gently Gently Away
13. Still Raining, Still Dreaming
14. House Burning Down
15. All Along The Watchtower
16. Voodoo Child (Slight Return)

Formação:
Noel Redding
Mitch Mitchell
Jimi Hendrix
Convidados:
Jack Casady
Steve Winwood
Al Kooper
Cissy Houston and The Sweet Inspirations
Larry Faucette


The Jimi Hendrix Experience - Electric Ladyland

Nenhum comentário: