quinta-feira, 2 de julho de 2009

Som Três - Um é pouco, dois é bom, mas esse Som Três é demais (1969)

No clube do vinil de quinta passada, o Mauricio Gouveia mostrou uma faixa desse excelente disco. A tal faixa era "Take Easy My Brother Charles" de Jorge Ben, num arranjo mais puxado para a black music e com os vocais de Gerson KING COMBO. O maravilhoso arranjo combinado com o poder do vocal do Rei, formam as bases do movimento Black, que atingiu grande notoriedade no final dos anos 70 e ínicio dos 80, movimento este, que teve como um dos grandes nome o próprio Rei, tanto em carreira solo quanto com a Banda União Black.
As outras faixas trazem também muita influência do soul e do jazz, mas também abre espaço para influências do samba, como a bossa nova. Marcantes também são as faixas instrumentais, outra característica das bandas desse gênero no final do 70. "Um É Pouco Dois É Bom Este Som Três É Demais", "Tanga" e "Bird Brain" mostram bem quais eram as vertentes da banda, variando do soul à bossa nova.

Faixas:
1. Tanga
2. Trevo De Quatro Folhas (I'm Looking Ever A Four Leaf Clover)
3. Love Letters / Meu Nome é Gal
4. Take It Easy My Brother Charles
5. Teletema
6. Spooky
7. Não Identificado
8. O Meu Balão
9. Bird Brain
10. Só Faltava Você
11. Horizonte
12. Um é Pouco, Dois é Bom, êste Som Três é Demais
Formação:
César Camargo Mariano (piano)
Sabá (bass)
Toninho (drums)
Gerson King Combo (vocais, como convidado)

Som Três - Um é pouco, dois é bom, mas esse Som Três é demais

Nenhum comentário: