quinta-feira, 9 de abril de 2009

Os Cantores de Ébano - Os Anjos Cantam (1962)

Finalmente chegou a hora de falar dos meus vizinhos. Todos os integrantes da banda moravam aqui no bairro do Méier, Rio de Janeiro, nos idos do final da década de 50 e início dos 60 e pelo menos 3 ainda moram por aqui.
O grande destaque do grupo é Noriel Vilela, voz de baixo, era dono de uma voz inconfundível, forte e belíssima. O grupo era formado por um meio soprano, um contralto, dois baixos, um tenor e três barítonos. Infelizmente não sei quem é quem, com excessão de Noriel, apesar de saber o primeiro nome de cada um deles. A história do grupo é rápida e cheia de altos e baixos, nunca tiveram o reconhecimento merecido, além de terem sofrido com o mal gerenciamento de turnês, gravações e shows.
Os Cantores de Ébano - "Orgulho Musical Brasileiro"
No final da década de 50, o Brasil tradicionalmente conhecido pelo seu carnaval alegre com sambas e mulatas, surpreendeu o mundo com um grupo de vocalistas do mais alto nível músical.
Os diretores das emissoras de televisão, assim como, os das agências de publicidadeficaram atônitos com a formação harmônica daquele conjunto vocal.
O sucesso foi imediato com as canções "Uirapuru" e "Leva Eu" (lançadas em compacto 7 polegadas em 45 rpm, uma raridade). A imprensa brasileira logo tomou-se de simpatia incomum pelo grupo. Contatos pessoais com o grupo eram tratados no idiomainglês, devido muita gente supor que o mesmo fosse de origem estadunidense. Convites chegaram de todas as Américas e da Europa. Em Buenos Aires foram apoteóticas as apresentações. Excursionaram por váriascidades brasileiras. Quando se preparavam para um giro pela Europa, a fatalidade cai sobre o grupo com a morte súbita de Noriel Vilela, que fazia a voz de baixo profundo.
Um substituto foi procuradode imediato, e em vão, pois elementoscom a qualidade vocal e musical do Noriel, nõ nascem em série. O desespero tomou conta do grupo. O tempo passava. Vários candidatosforam testados. Em alguns faltava voz, em outros ritmo, além dos inconvenientes comuns. Todavia, nos integrantes do grupo pairava a sensação de que a qualquer momento seria encontrado o substituto ideal.
A mesma fatalidade que havia caído sobre o grupo, veio de repente favorecer-lhe de forma simples e natural.Estando Jair num bar, ouviu alguém de voz muito grave pedir um cafezinho, esse alguém era Geraldo, , imediantamente convidado e levado para os ensaios. Hoje o baixo profundo Geraldo, resulta tão bom e potencial quando o saudoso Noriel. Assim ressurgiu Os Cantores de Ébano, queridos, aplaudidos e recebidos com carinho nas suas paresentações. Platéiaslotadas, autógrafos e parabéns são uma constante nos show desse grupo sensacional.
Formação
Noriel Vilela
João
Geraldo
Vicente
Aurora
Cacilda
Helena
Iara
Faixas
01 - Leva Eu Sôdade (Tito Neto / Alventino Cavalcanti)
02 - Boa Noite (Francisco J. Silva / Isa M. da Silva)
03 - Fiz a Cama na Varanda (Dilú Mello / Ovídio Chaves)
04 - Canção de Ninar Meu Bem (Bidú Reis / Gracindo Jr.)
05 - Down By The Riverside (D. Jordan)
06 - Greenfields (Gilkyson / Deher / Miller / Vrs. Romeo Nunes)
07 - A Lenda do Abaeté (Dorival Caymmi)
08 - Azulão (Jaime Ovalle / Manuel Bandeira)
09 - Eu e Você (Roberto Muniz / Jairo Aguiar)
10 - Minha Graúna (Tito Neto / Avarese)
11 - Dorinha (Tito Neto / Ari Monteiro)
12 - A Noiva (La Novia) (J. Prieto / Vrs. Fred Jorge

Os Cantores de Ébano - Os Anjos Cantam

Nenhum comentário: